Subestação

Notícias A- A+

21 de jan. de 2021 Reforço do sistema de transmissão

CGT Eletrosul finalizou e energizou, no último mês, duas ampliações importantes para o sistema elétrico nacional. Reforços ocorreram na Subestação Londrina Copel, no Paraná, e na Subestação Desterro, em Santa Catarina. Ambos irão aumentar a Receita Anual Permitida da empresa e proporcionar maior estabilidade e segurança no fornecimento energético nas regiões onde estão localizados. 

LT Assis – Londrina (230 kV) conectada à Subestação Londrina Copel (Divulgação Cristal Engenharia)

No dia 14 de dezembro, foram concluídas as atividades vinculadas aos testes de comissionamento do seccionamento da linha de transmissão Assis – Londrina (230 kV) na Subestação Londrina Copel. Entraram em operação comercial duas novas LTs, na mesma tensão: Assis – Londrina Copel e Londrina – Londrina Copel.

Os serviços de campo relativos à construção e à montagem das instalações iniciaram em junho de 2020 e mobilizaram diretamente nas obras cerca de 20 profissionais. A execução deste seccionamento teve o objetivo de evitar subtensões nos setores de 230 kV e 138 kV da Subestação Londrina Copel, garantindo maior estabilidade e confiabilidade para o atendimento energético à Região Metropolitana de Londrina, no Norte do Paraná.

O prazo limite de finalização estipulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) era 30 de janeiro, e o empreendimento trará Receita Anual Permitida adicional de aproximadamente R$ 1,9 milhão para a CGT Eletrosul (valor constante na Resolução Aneel nº 7.576/2019). O montante investido pela empresa foi de mais de R$ 12 milhões. 

Subestação Desterro recebeu dois novos reatores de 50 MVAr cada (Foto: Joacir Honorato)

Florianópolis

Já no dia 23 de dezembro, foram energizados o primeiro e o segundo reatores de 230 kV (50 MVAr cada) da Subestação Desterro, em Florianópolis (SC). O prazo limite de conclusão desta obra era 28 de dezembro. A ampliação adicionará Receita Anual Permitida de R$ 2,7 milhões (de acordo com a Resolução Aneel nº 7.529/2018). O investimento realizado foi de R$ 19,9 milhões.

A instalação dos equipamentos evitará sobretensões quando ocorrer a implantação de dois novos circuitos para abastecimento da Ilha de Santa Catarina e auxiliará no controle de tensão da malha de 525 kV da região.

Ambos os empreendimentos de reforços envolveram equipes da CGT Eletrosul dos Departamentos de Operação, de Automação, Proteção e Telemática, de Manutenção e de Engenharia do Sistema.


Assessoria de Imprensa | CGT Eletrosul

(48) 3231-7588 | imprensa@cgteletrosul.gov.br

voltar        topo da página

CGT Eletrosul
Rua Deputado Antônio Edu Vieira, 999 - Pantanal - Florianópolis - SC.
Telefone: (48) 3231-7000
  • Siga-nos pelo Facebook
  • Siga-nos pelo Twitter
  • Siga-nos pelo Youtube
  • Siga-nos pelo Instagram
  • Siga-nos pelo Youtube